Postagem em destaque

#DayOne - O primeiro dia e os motivos dessa nova rotina

sábado, 30 de julho de 2016

Semana #Day19 a #Day25 - A independência financeira passa por organização

Olá! Bom dia!

O processo de adaptação ao "5am Club" continua à todo vapor, mas outras atividades diárias estão tomando bastante tempo e fico imaginando como seria se eu não estivesse nesse ritmo de produtividade, muito provavelmente eu não conseguiria realizar tudo que tenho precisado.

Tenho feito o relato diário aqui no blog, mas antes de passar para a internet faço minhas anotações em uma agenda, e como a correria diária cresceu muito nos últimos dias, precisarei fazer uma adaptação na forma de postagem, saindo do texto diário para o texto semanal. Espero continuar com a qualidade e com o impacto que tenho alcançado desde a criação do site.

Quando se acorda todos os dias da semana no mesmo horário, os dias úteis e os finais de semana se diferenciam apenas pelo fato de não precisar ir ao trabalho e de a preguiça não aparecer como é comum, quando programamos nosso mindset para o final de semana de não produzir nada.

Acordar cedo no final de semana quer dizer produtividade na veia. Nesses últimos dias não foi diferente. Mais uma vez acordei super bem e com energia, no sábado e domingo. Mas aproveito o final de semana para dormir um pouco mais na parte da tarde. Mas aí, vocês vão dizer "acordou às 5h e dormiu a tarde inteira, do que adianta?"

Eu desafio qualquer pessoa que acordou às 11h do domingo dizendo que produzi mais entre 5h e 8h30 do que quem acordou mais tarde e foi dormir às 23h. A energia de acordar cedo, organizar a mente (meditar) e aproveitar o silêncio da manhã é incomparável.

Falando em organização da mente, eu gostaria de fazer um parênteses nas dicas de produtividade para falar um pouco de finanças. 

Como comentei em um outro post, sou analista de investimentos e financista e sempre me interessei muito por Finanças Pessoais, inclusive já lecionei cursos sobre o assunto no meu trabalho anterior. E até hoje tenho vontade de um dia montar meu próprio programa para ensinar finanças por essas plataformas abertas. Mas essa semana fiz uma descoberta e fiquei ansioso para poder compartilhar aqui com vocês. 

"Você dono do seu dinheiro"

Esse é literalmente o slogan do app que eu apresento para vocês hoje. O nome do aplicativo é GuiaBolso e já está disponível para iOS e Android. Se eu fosse você, baixaria agora!


Gostaria de deixar claro, que este não é um texto patrocinado. Eu apenas gostaria de compartilhar um ferramenta muito útil para todos que possuem seu próprio dinheiro e querem alcançar seus sonhos financeiros. 

Eu sempre (desde os 14 anos) fiz meus controles financeiros pelo Excel e, sinceramente, sempre funcionou e até a semana passada eu estava confortável com isso. Mas pesquisando sobre a nova onda de fintechs (startups do setor financeiro), me deparei com o GuiaBolso e fiquei impressionado com o que criaram.

A utilização do aplicativo é extremamente simples, basta baixar o App do GuiaBolso e criar uma conta grátis. Em seguida, você conecta o seu banco com a senha de visualização e daí já vê tudo organizado de forma automática.

O saldo de suas contas e suas transações bancárias está sempre atualizado para você ter total controle da sua vida financeira. Você vê de forma consolidada todos os detalhes de suas transações bancárias puxadas automaticamente pelo GuiaBolso, pode mudar nomes, criar categorias, descrições, hashtags e muito mais. Ainda é livre pra adicionar e excluir quantas contas quiser, inclusive contas de acompanhamento manual para controlar os gastos feitos em moeda, por exemplo.

Quando você cadastra a sua conta, o GuiaBolso organiza todos os seus gastos automaticamente em categorias e você entende claramente para onde o seu dinheiro está indo. Além disso, você poder adicionar metas por categoria e acompanhar no detalhe. Ferramenta indispensável para identificar os gastos que comprometem seu planejamento e decidir o que deve modificar.

Para mim, a organização e a centralização das informações é muito importante, mas o mais legal mesmo, são os avisos de gastos e estouros. 

Eu acho que vale a pena testar, hein? Experimenta e depois me conta o que achou!

Abraços.

sábado, 23 de julho de 2016

#Day18 - O Café do Vale do Sílicio

Olá! Bom dia!

Mais um dia aqui, firme e forte, acordando às 5h e compartilhando minha rotina com a companhia de vocês.

Nesse 18º dia, acordei com bastante energia, já que no dia anterior consegui deitar um pouco mais cedo, por volta de 22h30 (ainda fora da meta que é 22h), mas senti os efeitos na disposição pela manhã. 

Me senti bem melhor do que nos demais dias da semana. Mas imediatamente antes e depois do almoço, senti o cansaço da semana chegar e como iria pegar a estrada dirigindo à noite, por volta das 17h tomei uma dose de cafeína em cápsula (utilizo uma que comprei na farmácia comum mesmo).

Essa semana implementei uma nova experiência no meu dia, conforme falei no post do 13º dia, que é o "Bulletproff Coffee" (ou Café à prova de balas, em português) e estou sentindo alguns efeitos incríveis, de verdade, e à pedidos gostaria de compartilhar com vocês mais informações sobre esse café que faz tanto sucesso no Vale do Silício.

O Café do Vale do Silício



Que o ambiente Californiano é propício para o desenvolvimento da criatividade e para o surgimento e inúmeras empresas que estão revolucionando nossas vidas, todos nós já lemos e sabemos. Entretanto o mais novo produto da região promete emagrecer, dar energia e fazer bem ao cérebro. Tudo isso acontece porque a bebida tem baixo índice glicêmico e gorduras de cadeia média, que são gorduras que não usam nenhum tipo de energia para serem digeridas, sendo rapidamente assimiladas pelo nosso corpo (se ficar curioso sobre a adição de gorduras saudáveis na dieta, pesquise mais sobre a dieta paleo ou lowcarb).

Dave Asprey é empreendedor do Vale do Silício, que fica em San Francisco no estado da Califórnia nos Estados Unidos, e fundou sua empresa com foco no movimento de "biohacking". O produto mais popular até o momento é o "Café à Prova de Balas" (Bulletproof Coffee), que é na menos do que um mix de café, óleo de coco e manteiga. Segundo reportagem do site da Revista Bazaar, o criador realizou pesquisas desde os Andes até o Tibete até chegar no blend perfeito.

Segundo a colunista Anna Paula Buchalla, "os que a consomem no lugar do café-da-manhã tradicional relatam melhoria nos níveis de energia e atenção". E eu vou te falar que pode até ser efeito placebo, mas eu estou sentindo isso mesmo.

O café dos empreendedores pode ser feito facilmente em casa: basta café coado (aproximadamente 300 ml), duas colheres de sopa de manteiga SEM SAL (aproximadamente 25g) - não serve com sal - e duas colheres de sopa de óleo de coco extravirgem e depois bater tudo no liquidificador. A aparência final do blend lembra bastante um café com creme ou um leite com café e o sabor é muito bom.


Apesar da receita ter ficado famosa por causa do Dave Asprey, que a popularizou entre os empreendedores norte-americanos, a adição de manteiga no café é uma prática bastante comum entre nossos ancestrais (pode perguntar para a sua avó!).

Após algumas pesquisas, inclusive no próprio site do Bulletproof Coffec Exec., fui fazendo algumas modificações no meu preparo matinal de café. Atualmente utilizo um pó de café do interior paulista, preparo-o em um cafeteira italiana (moka) - não existe nada igual! sabor e aroma ímpar - utilizo o óleo de coco extravirgem e por último a manteiga Ghee (sem sal e sem lactose) que aprendi a preparar em casa mesmo, por meio desse vídeo. O sabor do coco praticamente desaparece, mas a troca da manteiga convencional sem sal pela Ghee dá um diferencial. Diminui um pouco o sabor de gordura, que nosso cérebro ainda está acostumado a rejeitar, mas é um processo de adaptação do nosso organismo para passar a utilizar o óleo e a proteína como fontes de saciedade. 

Sei que esse assunto é bastante polêmico, pois temos receio a inclusão de gordura em nossas dietas, mas não precisa acreditar em mim (até porque não sou nenhum especialista em nutrição), mas faça você mesmo seu Café turbinado e depois me conta nos comentários o que achou.

Até amanhã!

sexta-feira, 22 de julho de 2016

#Day17 - "Mens sana in corpore sano"

Bom dia!

Mais um dia curtindo o silêncio da madrugada e aproveitando o tempo para ler e aprender algo novo para poder compartilhar aqui com vocês.

Nesse 17º dia eu percebi uma coisa muito curiosa. Acordo com aquele sono natural de quem foi dormir às 23h e levantou às 5h, tomo o banho, desperto, faço minha rotina matinal e estou a todo vapor. Mas daí me visto e saio para trabalhar. 

No caminho o sono bateu pesado, aquele sono que deixa as pálpebras pesando uma tonelada. Mas ao longo da manhã a energia volta a um nível mais normal, que só tem uma leve recaída depois do almoço. Lembrem-se que os autores que se dedicaram a explicar a rotina do "5am Club" aceitam/recomendam uma recarregada nas baterias (de 20 minutos) após o almoço, caso seu dia-a-dia permita - o que não é o meu caso, mas tenho segurado bem a barra. Reforço, que no final da tarde e durante a noite estou novamente com a energia em nível máximo e consigo produzir um pouco mais antes de deitar.

Comentei em posts anteriores que essa semana voltei à rotina normal de treino de Crossfit e acredito que muitos de vocês também sabem dos benefícios da atividade física para o nosso corpo não é mesmo?

Mens sana in corpore sano


Há cerca de um mês alguém de alto calibre (esse da foto, conhecem?) me lembrou, em sua palestra, que devemos cuidar não apenas do nosso corpo, mas sim também da nossa mente. Lembram daquele antigo ditado "uma mente sã num corpo são" do filósofo romano Juvenal?

Desde que aprendi a meditar, naquele curso que comentei no post do 3º dia, eu comecei a entender ainda melhor a importância de separarmos um tempo para limparmos nossa mente e focar nossas energias para viver o presente, e não o passado nem o futuro.

Todos esses últimos dias, tenho aproveitado o silêncio da manhã para me concentrar por aproximadamente 10 minutos na Plena Atenção na respiração ou no corpo e tenho sentido inúmeros efeitos positivos, dentre eles: maior clareza mental, mais calma, mais energia e maior concentração no presente.

Na metodologia do Mindfulness, nós somos ensinados a identificar o foco das nossas preocupações e apenas assisti-las. Assim optamos por não vivê-las e não somos atingidos por seus males.

Para quem testou o app que sugeri no primeiro texto sobre meditação (Headspace) deve ter assistido a esse vídeo:


Para mim, é a representação perfeita do que aprendemos com a prática meditativa.

Hoje eu gostaria de sugerir um outro aplicativo (também disponível para iOS e Android) chamado Insight Timer. Mais uma vez um app utilizando os conceitos de gamefication e rede social que auxilia muito na rotina de quem quer implementar esse novo hábito.


Além do timer, como o próprio nome entrega, o Insight possui inúmeros áudios para meditação guiada, inclusive em Português do Brasil e de Portugal, além de inglês e espanhol. Em outra sessão do aplicativo, encontramos comunidades de interação entre os praticantes recorrentes. Sem falar ainda, das estrelinhas (badges) para quem alcança certas metas (10 dias consecutivos de meditação, por exemplo).

Se eu fosse você baixaria hoje mesmo. Pode me procurar lá e me adicionar como amigo e depois exercita a meditação. Tenho certeza que você vai sentir os primeiros resultados bem rápido, aí aproveita e volta aqui para comentar sua experiência.

Um abraço e até amanhã!

quinta-feira, 21 de julho de 2016

#Day16 - Preocupe-se com o que interessa

Bom dia! Como vai?

Já não preciso mais pensar... O despertador toca às 5h, pulo da cama com medo de o barulho estar incomodando a vizinhança toda, entro no banho, tomo minha água com limão, lancho rápido, preparo meu Bulletproof Coffee (não esqueci que estou devendo um post sobre ele!), ouço as notícias do continente europeu (lugar onde já aconteceu alguma coisa afinal já é 8h30) e asiático (onde o mercado financeiro já está indo para casa), medito por 10 minutos e começo a estudar (ou ler). Até aí o piloto automático faz tudo. Resultado de organização e da rotina que está cada vez mais enraizada. 

Mas para ser produtivo, apenas organização não basta. É preciso se concentrar realmente no que interessa e no que você não pode delegar para outra pessoa fazer. Virou chefe Sérgião? Ainda não! Mas li um livro que me despertou esse conceito.

Você não precisa ser chefe para ter funcionários.

O livro que eu estou me referindo é do guru de produtividade mundialmente conhecido, chamado Tim Ferriss. Se você não leu "Trabalhe 4 horas por semana" encomende agora clicando aqui e não deixe para amanhã! Tá na hora de mudar sua mentalidade.

Simplificando e resumindo o que o autor quis dizer, é que devemos gerenciar melhor nosso tempo e nossas atividades para não passarmos a vida inteira esperando a chegada da aposentadoria, para assim aproveitarmos a vida. Segundo ele, com planejamento podemos curtir durante toda a nossa vida, a partir do momento que passamos a selecionar melhor onde gastarmos nossa energia e nosso tempo.

Quer dois exemplos desse conceito implementados no "My 5am Club"?

O primeiro deles, lembra do texto de ontem, com o exemplo da rotina matinal das pessoas que são reconhecidamente bem sucedidas. O que elas tem em comum? A maioria acorda bem cedo, faz seus exercícios para o corpo e para a mente e aproveitam o tempo disponíveis com suas famílias. Mas por que eles conseguem isso? Porque sabem escolher onde despendem o seu tempo.

Já ouviu falar que o Mark Zuckerberg possui apenas peças de roupas iguais em seu guarda-roupa para não perder tempo escolhendo qual o melhor "modelito" para o dia? Dá uma olhada na foto que ele mesmo postou no seu perfil do Instagram:


Outro exemplo, é o logo desse blog. Tá vendo ela ai em cima? Então, foi um funcionário meu diretamente lá do Vietnã que bolou e produziu para mim. Ahn? Como assim?

Já existem vários sites que conectam freelancers com empreendedores. No meu caso, eu utilizei o Fiverr e encomendei um logotipo por apenas US$ 5 (aproximadamente R$ 18).

E como esses sites funcionam?

O Fiverr é basicamente um local onde pessoas do mundo inteiro podem oferecer os mais variados tipos de serviço. Em geral, os trabalhos custam apenas US$ 5 dólares e é daí que vem o nome do site. E por que é tão barato? Você não lembra que um funcionário na China ganha US$ 1 por dia para trabalhar nas fábricas? E quanto tempo ele demora para fazer um logo desse tipo? Ou seja, em um trabalho que para ele é simples, ele ganhou 5 vezes mais do que um dia inteiro na fábrica. Bom negócio para ele e bom negócio para você que o contratou.

Sabe aquela ideia que você tem, mas não conseguiu materializar porque não entende muito de computador, produção gráfica ou programação? Entra lá e contrata alguém e se concentra em atividades menos mecânicas. Enquanto eu me preocupo em ler, estudar e escrever para o blog, alguém está trabalhando para mim no layout do blog, por exemplo, e todo mundo sai ganhando. Eu me preocupo com o que acho mais importante e não posso delegar e o Vietnamita faz um dinheiro para ajudar na faculdade ou nas contas da casa. Perfeito!

Gostou da dica ou conhece outras opções? Comenta o post e compartilha com a gente.

Amanhã estou de volta contando mais da minha experiência no silêncio da madrugada. Até!

quarta-feira, 20 de julho de 2016

#Day15 - Aprendendo com gigantes

Bom dia!

Olá! Estou aqui mais um dia para relatar minha experiência na implementação de hábitos saudáveis iniciados com o despertar às 5h da manhã. Mas primeiro vamos falar do 15º dia de "5am Club".

Na noite anterior, consegui me organizar melhor e ir para a cama mais cedo e peguei no sono por volta das 22h30. A pressão tá grande para conseguir manter a meta de deitar às 22h, já não bastava o despertador às 21h50, também já tem amigo me mandando mensagem cobrando. Mas realmente, o segredo de acordar com mais disposição no dia seguinte está no horário de dormir. E isso foi o que aconteceu na  terça-feira. Acordei bem mais disposto pela manhã e não tive sono durante o dia.

Vale ressaltar, que voltei a rotina de treinos no Crossfit e até agora não tive nenhuma alteração no sentido de me sentir mais cansado no decorrer dos dias, por estar acordando mais cedo e ainda praticando uma atividade física de alta intensidade.

Modelando hábitos vencedores

Durante esses últimos 15 dias, tenho aproveitado o tempo entre às 5h e às 8h para ler e escrever aqui para o blog. Nessa semana passada vi uma entrevista com o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, comentando qual é a primeira coisa que ele faz pela manhã e li um texto bastante interessante, nesse sentido, no site da Revista Forbes.

O título do artigo é "The Morning Habits Of Highly Successful People" (em tradução livre, Os Hábitos Matinais das Pessoas Altamente Bem Sucedidas) e trazia o resultado de uma pesquisa realizada pela HomeArena na Inglaterra, mapeando os hábitos na manhã de 23 pessoas altamente bem sucedidas nos negócios e na vida. Algumas dessas pessoas estudadas aproveitam que acordam cedo para ler o jornal ou aproveitam o tempo com a família, já outras praticam meditação ou yoga e a maioria faz exercícios físicos. Além disso, a pesquisa conclui o que eles NÃO fazem: "ativar a função soneca do despertador".

Alice G. Walton, colunista da Forbes, afirma que o que fazemos pela manhã tem efeitos sensíveis no nosso humor e no nível de eficácia durante o dia. A autora ainda reforça, que nosso cérebro é incrivelmente plástico e com a prática, somos capazes de desenvolver novas rotinas.

Entrando em mais detalhes, o estudou mostrou que 59% das pessoas pesquisadas durantes esses anos, aproveitam a manhã para fazer exercícios. Em segundo lugar está o tempo com a família em 41% dos casos e logo em seguida a leitura de e-mails (36%) e notícias (32%).

Alguns exemplos

O atual ex-primeiro ministro do Reino Unido, David Cameron aproveita a manhã para ficar com a família e não permite televisão ligada nesse momento. Logo depois, vai para o trabalho lendo os jornais do dia.

Tim Cook, o presidente da Apple, acorda, olha os e-mails e logo em seguida faz alguns exercícios.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tem uma rotina de exercícios, que incluem pesos e aeróbicos. Depois desse compromisso com a saúde física, ele aproveita para tomar café com a esposa e com as filhas e às auxilia na ida para a escola.

Richard Branson, fundador da Virgin Group e assumidamente membro do "5am Club" não abre mão de se exercitar e passar um tempo com a família antes de qualquer compromisso no seu dia.

O fundador do Twitter, Jack Dorsey, não vai para o escritório sem antes meditar e em seguida correr 6 milhas (aproximadamente 9,6 km).

O CEO do Starbucks aproveita a manhã para caminhar com seus 3 cães, faz sua atividade física e em seguida prepara o seu próprio café e o de sua esposa.

E aí? Onde você quer chegar? Quem mais te inspira? O que essa pessoa faz pela manhã? Deixem as respostas nos comentários, dizendo o que você faz pela manhã e o que pretende mudar para ter um hábito mais saudável e produtivo.

Amanhã estarei de volta. Até logo!

terça-feira, 19 de julho de 2016

#Day14 - Duas semanas completas

Bom dia! Como vai?

Recém completada a segunda semana de "5am Club" acho interessante parar para fazer o balanço desses últimos 7 e 14 dias.

A minha primeira observação é que a segunda semana foi disparada a mais difícil de manter a rotina. Me parece que o efeito "novidade" foi o gás necessário e suficiente para manter os primeiros dias. Depois disso, apesar de a ciência afirmar que ainda não se tornou um ainda hábito consolidado, a rotina tornou o comportamento mais "normal" e difícil de ser mantido, e acredito que o nível da motivação caiu nesse momento. Com certeza, é um duelo da mente para te trazer de volta aos trilhos da zona de conforto. Mas a força de vontade tem que ser mais força e no meu caso, ela levou essa batalha.

Apesar dessa dificuldade momentânea da segunda semana, no horizonte maior, de 14 dias totais, senti inúmeros benefícios. Como já comentado, depois que me sinto realmente despertado, tenho a impressão que crio uma resistência à preguiça e a energia para sair da inércia é bem menor. O que eu quero dizer com isso? É bem mais fácil começar uma atividade que anteriormente era procrastinada.

Agora falando especificamente do 14º dia (segunda-feira).

Não foi nada fácil acordar, afinal no domingo fiquei até mais tarde colocando o blog no ar e programando o lançamento das redes sociais e fui dormir muito mais tarde, apenas às 23h30.

A conta chega na manhã seguinte!  Quase não ouvi o despertador tocando, achei que o barulho era sonho, pois na minha consciência ele estava bem distante. Mas após o banho, me senti bem acordado e alerta. A produtividade da manhã foi enorme, tanto pela energia proveniente do próprio "5am Club", quanto pela renovação dos conceitos que tenho compartilhando por aqui com vocês, como a técnica pomodoro e as demais.

Cabe agradecer o incentivo que tenho recebido para continuar compartilhando as informações e pelos inúmeros e-mails e mensagens que recebi nesses dias. Agora tenho mais uma força, da qual me recordo quando a mente tenta resistir para iniciar a rotina diária às 5h da manhã, afinal não posso falhar nessa meta que estipulei para mim, nem decepcionar os amigos que estão lendo e se sentindo motivados a fazer o mesmo em seus dias. Muito obrigado!

Amanhã estarei de volta. Até logo.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

#Day13 - Paradigma do Domingo

Olá! Bom dia.

Apesar de quase duas semanas acordando às 5h da manhã, realmente o mindset (subconsciente) demora para ficar algo enraizado. Domingo ainda é domingo para a minha cabeça.

Como de costume saltei da cama ao ouvir o despertador, tomei aquele banho para despertar, logo depois fui à rotina matinal (água com limão, lanche e café). Inclusive, comecei um novo teste que é o café com óleo de coco (já ouviu falar de Bulletproof Coffee?), vou fazer um período de experimentação e prometo escrever sobre isso aqui aqui sobre.



O mais incomum aconteceu depois disso, quando fui começar os meus estudos. Coincidentemente, o dia estava muito fechado e frio, o que acaba sendo propício ao surgimento daquela "preguicinha", mas dessa vez o sono bateu com muita força e não consegui resistir. Acabei tirando um cochilo programado entre 6h20 e 7h (20 minutos + adiamento para mais 20 minutos). 

Depois disso, a disposição voltou e tive energia para ler e escrever um pouco, além de preparar o café da manhã do domingão. Em seguida, sai de casa para minhas atividades do dia e retornei depois do almoço.

Entretanto a preguiça de domingo não havia partido de vez. Tirei uma nova soneca de 2h e às 17h saltei da cama, com muita energia. Daí em diante dediquei meu tempo ao lançamento do site e da página no Facebook. O que acabou inclusive atrapalhando a hora de ir para a cama.

Infelizmente, depois de uma semana bastante cansativa, física e mentalmente, apesar de produzir bastante coisa prática, me parece que estou começando uma nova semana com o pé esquerdo, indo para a cama depois das 23h30, quando o objetivo é às 22h. Amanhã retorno para contar como foi a segunda-feira.

Até logo.

domingo, 17 de julho de 2016

#Day12 - Concentração no volume máximo

Bom dia!

"Em Brasília são cinco horas. Repita! Em Brasília são cinco horas". Quem nunca ouviu essa frase pela manhã na Rádio Jovem Pan? Com certeza, para os membros do "5am Club", essa frase já faz parte da rotina matinal.

E como foi mais um sábado quebrando todos os preconceitos e acordando às 5h da manhã?



Apesar de ter deitado às 23h na noite anterior, foi bastante difícil largar o travesseiro nesse 12º dia de desafio "My 5am Club" e senti a necessidade de tirar um cochilo na parte da tarde. Mas deu tudo certo, aproveitei a manhã para ler os textos que fui separando durante a semana. O dia estava muito bonito, o sol tomou conta da casa toda e, com a companhia dos meus pássaros artificiais do Spotify, coloquei várias tarefas em dia. Falando em música, gostaria de compartilhar com vocês meu novo vício de concentração e produtividade.

Concentração no volume máximo

Você já ouviu falar de White Noise, Brown Noise ou Pink Noise? Pois bem, estou fascinado no poder desse tipo de som para isolar o som ambiente e para concentrar no trabalho e nas minhas leituras. Confesso que coloco meus fones na playlist do Spotify e chego a perder a nossa de tempo que fico focado na minha atividade.

Sempre tive muito dificuldade para concentrar em ambientes com muito barulho. Durante muito tempo, utilizei a própria música para tentar me concentrar, mas letras em português ou em inglês acabavam atrapalhando minha concentração, pois minha cabeça queria ouvir cada palavra da música. Tentei música instrumental e fiquei com muito sono. Já a música eletrônica sempre foi a melhor opção, mas ao longo do tempo, eu ia me cansando. E finalmente encontrei a melhor opção. 

Muita gente acha esse som irritante. E eu te digo que eu também achava no começo, mas com o tempo fui me acostumando e, pesquisando melhor, descobri a ciência por trás desse ruído.

Sabemos que o som é uma onda mecânica que precisa de um meio (ar, água, terra etc.) e é representado basicamente por uma senoide (tipo de onda), onde podemos encontrar e calcular sua frequência, que é medida em Hertz (Hz). O ouvido humano consegue diferenciar vários tipos de som, de acordo com a frequência de cada um deles.

Os vários tipos de ruídos como o Branco (do inglês, White), Marrom (Brown) ou Rosa (Pink), são basicamente ruídos formados pela combinação de sons com várias frequências diferentes. Cada tipo de ruído pode ter uma potência diferente e isso diferencia o modo como ouvirmos cada um deles.

Um Ruído Branco pode parecer o barulho de uma televisão fora do ar, e geralmente traz uma sensação de tranquilidade se ouvido em tom baixo. O Ruído Rosa pode ser exemplificado pelo som da chuva, e possui características que são intermediárias ao ruído branco e ao ruído marrom. Já o Ruído Marrom, poderia ser o som das ondas no mar. Ele é produzido devido ao movimento Browniano e possui uma energia maior que o ruído rosa em frequências baixas.

Por que você não experimenta? Mas tente resistir à estranheza inicial. E depois deixa um comentário me contando o que achou.


Amanhã estarei de volta com mais um texto sobre a minha experiência de "5am Club". Tenham um ótimo final de semana.

sábado, 16 de julho de 2016

#Day11 - Potencializando a produtividade

Olá! Como vai?

A cada dia que passo praticando o "5am Club" sinto que o processo de sair da cama e começar meu dia está se tornando mais automático. Entretanto esse 11º dia foi marcado por muita sonolência durante o dia de trabalho, mesmo deitando às 22h no dia anterior para compensar a extravagância de quarta-feira. Mas no final da tarde, início da noite, a disposição voltou a níveis altos à base de café.

Independente do grau de disposição do dia, é importante mantermos nossa produtividade em alta, já que queremos alcançar metas altas. Para isso, tenho pesquisado sobre algumas metodologias e uma acabou funcionando muito bem comigo.

Potencializando a produtividade

A técnica que utilizo, principalmente em temporada de alta demanda no trabalho, é conhecida como Pomodoro. Essa técnica foi inventada por um italiano chamado Sérgio Bonomi Francesco Cirillo no final da década de 1980 e seu objetivo é evitar distrações enquanto se foca em determinada tarefa. “Pomodoro”, em italiano, significa “tomate”. Esse nome foi escolhido devido ao criador, utilizar um daqueles cronômetros de cozinha com o formato de um tomate para gerenciar o seu tempo. Mas no que consiste essa técnica?



Na prática, a Técnica Pomodoro é bastante simples e consiste em trabalhar por pequenos blocos de tempo, chamados de pomodoro. Cada bloco (pomodoro) tem duração de 25 minutos e durante esse período você deve trabalhar em apenas uma tarefa, sem interrupções. No fim de cada pomodoro, você deve fazer uma pequena pausa de 5 minutos. E após quatro pomodoros (ou pomodori, o plural em italiano), você deve fazer uma pausa maior de 30 minutos.

Uma das principais regras dessa técnica é que você deve evitar e gerenciar as interrupções que acontecem durante os pomodori. O ideal seria você comunicar seus colegas de trabalho de que você está utilizando essa metodologia, para que exista maior compreensão na hora de te interromper. Tem um aplicativo para computador ótimo, que mostra o relógio na tela e qualquer um que estiver por perto pode ver quanto tempo falta para a sua próxima pausa. Falaremos logo mais sobre esses aliados da tecnologia para a metodologia.

Quando nos referimos ao comportamento com as interrupções que você precisa gerenciar, podemos dividir em 2 tipos: internas e externas.

As interrupções internas são aquelas que partem de você mesmo, como: lembrar que precisa falar com alguém ou lembrar que precisa tomar um remédio. As interrupções externas são aquelas que partem do ambiente, por exemplo: o telefone toca, chega um novo e-mail ou um colega pede uma informação.  Todas as interrupções internas ou externas devem ser deixadas para depois, a não ser que seja muito urgente. Uma sugestão é sempre que acontecer uma interrupção, você anotar a tarefa relacionada para realizá-la dentro da sua ordem de planejamento. Para evitar distrações, fique longe do celular, e das notificações push que ele emite, ao longo do seu período de concentração.



Para controlar o tempo durante nosso trabalho ou estudo utilizando a Técnica Pomodoro não precisamos necessariamente do relógio de cozinha em formato de tomate que Cirillo utilizou na Itália para criar seu método. Hoje em dia, podemos contar com a ajuda da tecnologia por meio de app no celular, recomendo o Focus Keeper (disponível na AppStore) ou o Tomighty (disponível para Windows e Mac), que particularmente é o meu preferido, pois fica com uma janela próxima à barra do Windows e pode sinalizar para os colegas de trabalho que vocês está dentro de uma atividade.


Utilizo bastante dessa técnica, inclusive para escrever meus texto aqui para o "My 5am Club". Experimente e depois me diga como foi.

Até logo mais com os relatos do #day12.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

#Day10 - Atenção ao momento de dormir

Bom dia! Tudo bem?

Hoje não foi nada fácil levantar e volto a reforçar que se não fosse o celular bem distante da cama (no meu caso, no banheiro), acredito que eu não teria conseguido cumprir a meta do "5am Club". Ontem, mais uma vez fui dormir bem depois do objetivo de 22h e apenas deitei depois das 24h, pois estava acompanhando o futebol na televisão, mas fora isso tive um noite bem tranquila de sono.

Acho que já deu para perceber que tenho seguido alguns hacks para conseguir atingir meu objetivo, não é mesmo? Muitos deles estão compilados no livro do Raiam dos Santos do MundoRaiam.com. E hoje, quero falar um pouco sobre o hack #32 - Durma bem

É preciso termos em mente que o segredo da força de vontade e disposição para levantar às 5h da manhã está no horário de deitar no dia anterior e na qualidade do nosso sono. E, para isso, precisamos ficar atentos à nossa rotina já a partir das 18h.

A tecnologia é nossa grande aliada e ela tornou possível que eu esteja aqui me comunicando com vocês diariamente, mas é importante ficarmos atentos à quantidade de luz azul (do inglês Blue Light) que ficamos expostos após o pôr do sol. 

Melhorando a qualidade do sono

Hoje em dia é muito comum nós irmos para a cama com nossos smartphones ou tablets, ficando horas a fio acessando redes sociais e conversando com amigos até que o sono "bata". Segundo uma pesquisa divulgada pelo portal CanalTech e realizada pelo professor de Medicina do Sono Paul Gringras, essa prática pode prejudicar e desregular a qualidade de sono dos indivíduos. Segundo o autor do estudo, a luz emitida pelos dispositivos eletrônicos atuais é uma das principais responsáveis por esse desregulamento, já que esses displays modernos emitem uma luz azulada que acabam suprimindo a melatonina, o hormônio do sono e, gradualmente, nos deixa cada vez mais alertas. 

Nosso Ciclo Circadiano - período de aproximadamente 24 horas que regula o ciclo biológico - é sensível à iluminação e "enquanto há luz, o corpo não entende que deve sentir sono", explica Camila Hirotsu, especialista em sono do departamento de psicobiologia da Unifesp em reportagem do jornal Folha de São Paulo.

Para nos protegermos da Blue Light, principalmente no período noturno, existem inúmeras ferramentas. Desde a utilização de óculos com lentes laranjas que barram a luz azul até aplicativos que modificam a cor da tela dos gadgets em horários pré-determinados, inclusive a partir da sua geolocalização.



Atualmente eu utilizo a a função "night shift" (disponível para iPhone) e o aplicativo f.lux no meu celular e nos computadores que utilizo em casa e no trabalho. Outras alternativas de app são o Twilight e Bluelight Filter (para computador e celular, com versões pagas e gratuitas), que deixam as cores do aparelho mais quentes depois de certo horário.


Faça o teste você também e depois deixe sua opinião aqui nos comentários.

Obrigado pela sua atenção e pela fidelidade ao blog. Até amanhã!

quinta-feira, 14 de julho de 2016

#Day9 - O processo está ficando automático

Olá! Bom dia!

No nono dia está me parecendo que o hábito de acordar às 5h está se tornando cada vez mais natural e automático. Hoje despertei sem o alarme tocar, infelizmente não sei dizer a hora exata, pois como deixo o celular longe e não tenho outro relógio por perto da cama, acabei ficando deitado até ouvir o despertador.

Eu estava muito cansado depois de tudo que aconteceu na terça-feira e fui deitar antes mesmo das 22h. Entretanto não tive uma noite de sono com qualidade, foi uma noite bastante turbulenta e não tive a sensação de energia renovada. A conta da má noite de sono veio logo depois do almoço, quando bateu a sonolência, e como não tenho oportunidade de tirar um cochilo de 20 minutos, tive que segurar a barra com café e música no fone de ouvido.

Pratique compaixão

Durante todo esse processo de experiência de acordar mais cedo e de colocar a cabeça para funcionar, tenho compartilhado alguns materiais da minha aprendizagem diária no meu perfil do Facebook, mas acredito que algumas merecem a replicação aqui nesse espaço.

Já escrevi sobre a prática meditativa e como tenho me sentido bem após ela, diariamente. Durante o curso que realizei para aprender a metodologia Vipassana, foi exposto o que algumas organizações têm feito para implementar a rotina de meditação e colher os seus efeitos.

Uma dessas empresas é o Google - o que não é de se espantar, não é mesmo? 

E um dos principais responsáveis pelo assunto dentro dessa gigante do Vale do Silicio é o engenheiro Chade-Meng Tan. Ele tem um livro bastante recomendado chamado "Busque dentro de você" (em inglês Search Inside Yourself, com o óbvio trocadilho com o serviço de buscas do Google).


Segundo o autor, ser emocionalmente inteligente é a principal característica que diferencia as pessoas bem-sucedidas das demais. O programa de desenvolvimento pessoal criado por Chade-Meng Tan tem trazido benefícios tão relevantes para os funcionários do Google que ele resolveu transformá-lo em livro. A missão deste livro é bastante simples: ensinar a construir uma vida melhor dentro e fora do escritório.

Se procurar no Youtube, você encontrará inúmeros vídeos das palestras de Chade, inclusive um "Talks at Google" (canal imperdível - inclusive - se não conhece ainda, acesse). Mas como o objetivo é ser breve, compartilho aqui um dos TEDTalks, que achei muito interessante e que possui legendas para que, até aqueles que não tem fluência em inglês, possam aprender um pouco com esse gênio.

"Google, onde confiam a um engenheiro ensinar Inteligência Emocional."
"Compaixão é divertida e lucrativa."


Até logo!

terça-feira, 12 de julho de 2016

#Day8 - A maior vantagem de estar acordado logo cedo

Bom dia Boa noite!

Hoje eu quis aproveitar o sentimento que carrego comigo nesse momento triste para escrever mais um texto no dia. 

Tenho escrito durante 7 dias consecutivos sobre todos os benefícios de acordar antes de todos e colocar meus sonhos em prática, enquanto as pessoas ainda sonham. 

Mas hoje foi diferente e passei o dia inteiro agradecendo por estar implementando essa rotina exatamente agora. Sinceramente, eu preferiria não saber dessa vantagem, mas aproveito a ocasião para compartilhar com vocês, esse ponto que eu não imaginaria antes de acontecer.

Acordar às 5h da manhã me permitiu, hoje, receber uma notícia bastante triste, mas recebê-la no tempo correto para estar ao lado de pessoas que eu gosto muito e que mereceram minha atenção e companhia nesse momento bastante difícil. Mas por que você está falando que é triste e mesmo assim é uma vantagem?

Pense comigo...

Se eu tivesse visto a mensagem com a notícia no exato momento que ela chegou, eu não teria pegado a estrada no mesmo momento - pois seria muito imprudente - teria ficado ansioso - mesmo com todo o estudo a respeito da meditação - teria perdido a noite de sono e minha viagem pela manhã seria comprometida. Graças às práticas saudáveis do "5am Club", eu já estava dormindo quando fui informado do ocorrido. Entretanto às 5h da manhã pude ler a mensagem, tomar um banho, tomar um café da manhã reforçado e às 6h pegar a estrada para poder as 08h30 já estar ao lado dos meus amigos, prestando a solidariedade que é de minha responsabilidade e obrigação.

Não foi um dia nada fácil, mas senti meu corpo mais preparado para enfrentar essa adversidade e estar agora (às 21h), aqui escrevendo meu relato como proposto desde a criação do blog, que serviria de um diário com minhas experiência, dicas e percepções sobre a rotina mais comum entre as pessoas de sucesso.

Obrigado pela sua atenção e até quinta-feira com meu relato sobre amanhã (quarta-feira) e novas dicas para quem quer entrar para esse seleto grupo de "empreendedores" de sonhos.

#Day7 - Balanço da primeira semana

What's up?! Como vocês estão?

Chegamos ao fim da primeira semana de "5am Club" e, apesar de manter a rotina no final de semana todo, na segunda-feira não foi fácil de acordar. Fiquei bastante sonolento nas primeiras horas do dia. Talvez a culpa seja do horário de ir para a cama no dia anterior. Mesmo dormindo antes das 23h, não consegui cumprir a meta das 22h. Vale ressaltar, que voltei a treinar e portanto cheguei um pouco mais tarde em casa e já sei que vou ter que acelerar as coisas para conseguir deitar mais cedo.



Balanço Geral

Apesar da primeira etapa da meta ser o 21º dia, acho válido fazermos um ponto de controle nessa primeira semana completa.

Nesses primeiros 7 dias, confirmei que a melhor estratégia para conseguir acordar na hora é realmente colocar o celular bem distante da cama - no meu caso, no banheiro. E a rotina banho, água com limão, lanche rápido e café quentinho já virou necessidade matinal.

Outra prática que já ficou automática é a meditação. Sinto uma paz enorme após 10 minutos de prática meditativa e ela me faz sentir que tenho um controle maior da minha mente e sentimentos ao longo de todo o dia.

Falei em um post anterior sobre as atividades sugeridas pelo Robin Sharma, estão lembrados? Como no meu caso treino Crossfit na parte da noite, tenho usado os 20 minutos da atividade matinal com o banho e o preparo do café para me despertar, após isso utilizo a agenda para escrever meus planos para o dia e os outros vinte minutos utilizo para leitura e para ver alguns vídeos que vou separando nas minhas pesquisas.

A maior influência do "5am Club" ao longo do meu dia durante esses 7 dias foi o sono a disposição. Me senti com mais energia para realizar minhas atividades. Uma coisa que ficou bem clara, para mim, foi que a energia para me tirar da inércia passou a ser bem menor. Fiquei bem mais disposto a realizar minhas tarefas e quando começava não parava. Sério, fiz muita coisa nessa semana, antes e depois das 8h da manhã. E o aprendizado que ficou, é que preciso dar muito importância à hora de ir para a cama.

É óbvio que o desenvolvimento desse blog e a curiosidade para aprender mais sobre a rotina matinal daquelas pessoas que eu admiro tem feito que eu pesquise e leia bastante sobre o assunto. A lista de livros só cresce. Mas em resumo, o que eu gostaria de deixar para vocês nesse balanço da primeira semana é a importância de aproveitarmos o período mais calmo do dia para realizarmos nossas tarefas mais valiosas e criar bons hábitos em primeiro lugar. 

É indispensável trabalharmos primeiro com nós mesmos, antes de sair para o mundo. Esse é o princípio inverso para a maioria das pessoas, que vão para seus trabalhos e cuidam do compromissos dos outros antes de ter feito o trabalho necessário com si mesmos. A maioria das pessoas se revoltam, porque não estão evoluindo. Você precisa lidar com as todas as variáveis e encontrar tempo para você mesmo. E o "5am Club" é perfeito para isso.

Além de desenvolver-se e estar em dia com as suas tarefas "internas", a ciência vem provando vários benefícios de sair da cama mais cedo. Um estudo da University of North Texas descobriu que os estudantes que são "pessoas da manhã" tiram notas significativamente mais altas do que aqueles que acordam tarde. Em outro estudo, o biólogo Christoph Randler, após pesquisar mais de 300 estudantes universitários, descobriu que aqueles que acordavam mais cedo são mais propensos a antecipar os problemas e serem mais pró-ativos do que as "pessoas noturnas".

E você, o que está esperando para entrar para esse clube?


segunda-feira, 11 de julho de 2016

#Day6 - Domingo também é dia

E aí? Bom dia! Tudo bem?

Domingo também é dia de "5am Club". O importante é manter a rotina todos os dias para que ela se torne um hábito e seja cada vez mais automática. Não foi meu caso, mas nessa fase é importante manter o foco e acordar às 5h mesmo se tiver saído e chegado às 3h, e isso pode ser compensado depois tirando uma soneca durante a tarde. Lembra da meta dos 66 dias seguidos?


Se em dia normal já é um silêncio às 5h da manhã, imagina no final de semana! E eu acho ótimo, porque posso me concentrar melhor, fica ainda mais fácil para meditar e estudar.

Essa experiência de levantar mais cedo tem vários benefícios que já citei por aqui, mas nesse domingo teve um bastante especial para mim: pude voltar a assistir à Fórmula 1 na televisão. Sempre gostei bastante de acompanhar e, quando mais novo, acordava cedo, levava um travesseiro para a sala e assistia fazendo companhia para meu pai. Mas com o passar do tempo já não tinha mais gás para acordar cedo e assistir, porque, como falei ontem, final de semana era sinônimo de ficar na cama até o Sol ficar à pino.

Dessa vez, foi muito melhor, pois às 9h (geralmente o horário da largada) eu já estava bastante acordado, já tinha feito várias coisas e podia tranquilamente parar um tempo para assistir à corrida. Nesse final de semana, eu estava na casa dos meus pais e pude fazer companhia para o meu pai que continuou firme e forte acompanhando as temporadas.

Para matar a saudade:


Até amanhã!

domingo, 10 de julho de 2016

#Day5 - Barreira superada

Olá! Bom dia.

Paradigma quebrado e mais um hack implementado #33 - "Levante-se na mesma hora todo dia". Eu sempre acordei cedo forçado pelos horários a serem seguidos, mas final de semana para mim era sinônimo de acordar por volta das 11h ou meio dia, ou seja, ser despertado pela fome.

Acordar às 5h em pleno sábado é uma enorme barreira superada. Ponto para: a força do hábito, para a vontade de alcançar a meta de 66 dias seguidos e, como comentado no post anterior, por não decepcionar o compartilhamento dos resultados nas redes sociais e os leitores do blog.

O futuro chegou: gamificação

Você provavelmente não ouviu esse termo "gamificação" ainda, mas com certeza não se deparou com o que ele representa em aplicativos de smartphones e nas suas redes sociais.

Gamificação (ou gamification, no termo original) é, resumidamente, usar ideias e princípios de jogos para incentivar as pessoas a fazerem algo. As principais estratégias de gamificação utilizadas pelos apps e pelas empresas, por trás dos programas, são sistemas de pontos, desafios, conquistas de medalhas (também conhecidas como “badges”) e rankings (placares de líderes). Na prática, isso significa premiar as pessoas que realizam tarefas ou desafios pré-estabelecidos.

Seguindo essa linha de gamification, encontrei na AppStore (infelizmente, ainda não existe para celulares Android) um aplicativo chamado: Five Club. Com esse princípio fundamental de desafio e de recompensas por meio de medalhas, tem uma timeline exclusiva e é um app bastante simples. São basicamente 3 telas diferentes: uma onde vocês só consegue fazer check-in entre 05:00:00 e 05:00:59, a timeline com as pessoas que conseguiram entrar no clube naquele dia e o perfil de cada um que possui medalhas de 1 dia, 7, 14, 21 e 90 dias. Os seus dados como nome e foto são importados do Facebook.



Apesar de ser um aplicativo bastante simples, que apenas explora essa tecnologia de gamificação, acredito que para as pessoas mais competitivas (como eu) qualquer preguiça de não acordar é vencida pela continuidade do desafio e pela conquista das medalhas. Vale ressaltar que espera-se ética das pessoas em não acordar apenas para fazer o check-in e depois voltar para a cama ou adulterar o relógio do celular para conseguir bular o sistema. A verdade é que se você fizer isso, o único prejudicado é você mesmo, pois deixou de colher todas as vantagens do "5am Club" e, enquanto você dormia e sonhava com suas conquistas, eu estava fazendo meus sonhos virarem realidade.


Amanhã estou de volta para comentar como foi o domingo e #day6.

sábado, 9 de julho de 2016

#Day4 - A origem do "5am Club"

Bom dia! Tudo bem?

Mais um dia acordando às 5h da manhã! Continuo deixando o celular bem longe, para precisar levantar para desligá-lo, e acabo despertando. Está ficando mais automático agora, mas senti um pouco de sonolência no final da tarde.

Como comentei nos outros posts, a rotina ficou bem ajustada agora. Acordo, tomo um banho para despertar (pretendo substituir por atividade física em breve e hoje vou explicar melhor sobre isso), tomo um copo de água com limão, como alguma coisa, faço um café na cafeteira italiana "moka" (leva apenas 4 minutos), faço 10 minutos de meditação e aproveito a calma da manhã para estudar alguma coisa (ler ou ver vídeos). Mas essa rotina não foi criada 100% da minha cabeça.

O monge que vendeu sua Ferrari

O criador do termo "5am Club" é o autor canadense Robin Sharma, conhecido pelo best-seller "O Monge que vendeu sua Ferrari" e pelo seu livro mais recente "O Líder sem status" e que, em 2007, foi eleito por uma pesquisa independente entre pessoas da área de negócios como o guru de liderança mais influente do mundo.

Sharma além de recomendar que seus mentorados acordem às 5h da manhã, estabelece o que chamou de Fórmula 20/20/20. O que seria isso?



Regras do Clube das 5h de Robin Sharma

Para o autor, devemos dedicar a primeira hora das nossas manhãs para fazermos 20 minutos de exercícios, 20 minutos para planejarmos nosso dia, nossas metas e sonhos e 20 minutos estudando ou aprendendo algo. E para que essa rotina se torne algo automático devemos repeti-la por 66 dias seguidos (como apresentado por Charles Duhigg, em o "O Poder do hábito").

Para quem é fluente em inglês, nesse vídeo o próprio Robin Sharma explica mais detalhes sobre as melhores maneiras de se levantar cedo para que você "multiplique por 20x sua produtividade e sua qualidade de vida":



Até amanhã com os meus comentários sobre a experiência no final de semana.




sexta-feira, 8 de julho de 2016

#Day3 - Em constante evolução

Bom dia! Tudo tranquilo?

O terceiro dia, como previsto, foi um desafio um pouco maior do que os dias anteriores. Fui dormir por volta de meia noite, ainda sob o efeito da agitação do futebol na televisão. Mas por incrível que pareça, mais uma vez senti uma energia gigantesca durante todo o dia e cabeça estava à mil, com a produtividade no mesmo ritmo.

Você é a média dos 5 livros que você lê

Naquele mesmo evento que serviu de gota d'água para toda essa experiência, tive contato com o conceito de "modelagem". E o que é isso? É pegar a rotina dos caras de maior sucesso e que você mais admira e tentar implementar na sua vida.

Uma delas que eu sempre tive curiosidade, mas não conseguia de maneira alguma, implementar era a meditação.

Em meados do ano passado eu tive a oportunidade de ler um livro escrito pelos melhores coaches de Crossfit, na minha opinião. Se você é competitivo e gosta de praticar seu esporte em alto nível, não deixe de ler o livro The Invictus Mindset. Nesse livro, o autor cita um aplicativo de celular muito interessante chamado Headspace. Ele tem vários planos de meditação guiada seguindo a filosofia do método denominado Mindfulness (que tem sido traduzido como “Atenção Plena” em português). O aplicativo permite que você teste por 10 dias de forma gratuita e depois disso precisa assinar o plano que desejar. Fiz essa experimentação por 10 dias antes de dormir e percebi uma qualidade de sono muito superior à que tinha antes. Mas as 10 sessões acabaram e eu decidi procurar um curso para aprender mais profundamente sobre essa metodologia.

Brasília é um lugar ímpar no sentido de multiculturalidade e existem algumas joias raras escondidas pela cidade. Pesquisando rápido no Google, descobri a Sociedade Vipassana de Meditação e me inscrevi no curso para iniciantes. Um mês depois, estava eu e minha curiosidade enorme sentados em uma almofada por 9 horas, divididas entre os 3 dias de curso.



Aliviando o estresse

Segundo a edição de 17 de fevereiro de 2016 da Revista IstoÉ, as pesquisas sobre o método conhecido como Mindfulness começaram em 1979, na Universidade de Medicina de Massachussets, nos Estados Unidos, onde o médico Jon Kabat-Zinn criou um programa para reduzir o estresse baseado nessa prática. Cada vez mais pessoas têm procurado a meditação em busca de aliviar o estresse do dia-a-dia. Mas o Mindfulness é diferente daquela prática das denominações religiosas, praticada em ambientes imaculados e tranquilos. A técnica  se baseia em exercícios de respiração e concentração e ajuda a combater os males da nossa época de forma simples e com uma abordagem laica.

Na prática

Após assistir ao curso, me senti bem mais à vontade para praticar a meditação em casa e aliado a minha nova rotina de acordar às 05h da manhã, comecei a dedicar 10 minutos do início do meu dia para esvaziar a mente. E estou surpreendido com os efeitos positivos que tenho observado na minha vida.

Acima de tudo, preciso destacar que o local do curso da Sociedade Vipassana de Meditação é extremamente aconchegante e me fazia sentir uma paz sem igual. Confesso que tenho vontade de voltar lá todos os dias para renovar as energias. Acredito que a meditação potencializa os efeitos do "5am Club" na minha produtividade, energia e na tranquilidade que venho sentindo nesses dias. Tenho recomendado a todos que me perguntam sobre o curso e sobre a prática da meditação Mindfulness.

Um excelente dia para nós! E até amanhã com o relato sobre o #dia4.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

#Day2 - Primeiras adaptações na rotina

Bom dia! Como vai?

O segundo dia no "5am Club" foi bem mais tranquilo para levantar, tomar o banho para despertar e estar pronto para o dia. Apesar de ter deitado um pouco mais tarde (23h), a empolgação com a produtividade e com as conquistas do dia anterior turbinaram a animação para acordar.

Fase de adaptações

Depois do primeiro dia, já dá para implementar alguns hábitos e criar novas metas e desafios para essa rotina. Desde outubro, eu já estava habituado com o Hack #26 - "Beba água com limão assim que sair da cama" do livro Hackeando Tudo do Raiam dos Santos (e aí? já comprou e começou a ler? se ainda não, aproveite e clique aqui), mas no primeiro dia percebi que seria uma boa ideia tomar também uma xícara de café, para melhorar o ânimo nesse período, e comer alguma coisa para não ficar com o estômago vazio até o horário do meu café da manhã propriamente dito às 8h. E valeu a pena!

"Tudo o que pode ser medido, pode ser melhorado"

Apesar de ser administrador por formação, minha cabeça de financista (falando nisso, já leu minha coluna no blog Desengravatados.com? Aposto que você vai gostar do blog inteiro!) é bem exata.
No segundo dia já tive a ideia de criar uma planilha para o "meu 5am Club". Sempre me dei bem em alcançar minhas metas quando acompanho diariamente o progresso de cada uma delas.

Fiz uma tabela simples no Excel com 66 quadradinhos e todo dia de 5am club vou marcar um X.
Tabela colada no banheiro para sempre que eu acordar e for desligar o despertador, poder olhar para ela e lembrar que tenho um objetivo que quero alcançar e nem pensar duas vezes em despertar e ir pro fight. Fiz um destaque no dia 21, que é meu primeiro ponto de controle e no 66º dia, que é o "último" do desafio e, chegando lá, vou me recompensar e me dar um presente por ter alcançado (também sempre faço isso, me recompenso quando alcanço algo que estipulei anteriormente). Se quiser a planilha, deixa comentário aqui no site que eu te envio na mesma hora.



Mas por que 21 e 66 dias? 

Não, acordar cedo não me deixou doido. No livro "O Poder do Hábito", o autor Charles Duhigg diz que nossos hábitos não nascem conosco, pelo contrário, eles são criados por nós mesmos e, como qualquer criação, eles podem ser modificados ou até descartados. Isso só é possível porque temos um mecanismo psicológico que pode ser chamado de “loop do hábito”, um processo dividido em três partes: na primeira, há uma deixa, um tipo de disparo que faz o comportamento se desdobrar automaticamente; o próximo passo é a rotina, o comportamento em si e o último passo é a recompensa e é por causa dela que os hábitos existem.

Até há pouco tempo acreditava-se que para modificar ou automatizar um hábito eram necessários  21 dias (viu? por isso meu primeiro step). Mas, um estudo recente de Jane Wardle, do University College de Londres, publicado no European Journal of Social Psychology, afirma que para transformar uma nova atividade em algo automático, de tal forma que não tenhamos de ter força de vontade, precisamos de 66 dias. Entendeu agora?


E durante o dia, como foi?


Mais uma vez tive muita energia e empolgação durante o dia, não tive sonolência nem mesmo após o almoço. Estou realmente muito impressionado com isso!

Amanhã acredito que será mais desafiador manter o ritmo, porque hoje devo ir dormir ainda mais tarde, pois tem futebol na televisão. Vamos acompanhar.



Até logo.